Dra Tatiana Moura

DRA TATIANA MOURA

EnglishPortugueseSpanish

Preenchimento

Dra Tatiana moura

processo de envelhecimento da pele cursa com a perda da viscoelasticidade, a qual é mantida, em parte, pelas propriedades do ácido hialurônico.

A esse fato devemos acrescentar alguns outros processos, como alterações gravitacionais, das estruturas ósseas e cartilaginosas, o aparecimento de rugas dinâmicas; e estáticas e as alterações de textura e pigmentação provocadas pelo envelhecimento e outros fatores externos (poluição, fumo, ingestão de bebidas alcoólicas, etc).

O ácido hialurônico,

por si só, representa o padrão-ouro, quando nos referimos a substâncias de preenchimento cutâneo, pois é biodegradável, de fácil manuseio, produz efeitos colaterais mínimos, exclui a necessidade de testes prévios, provoca mínimo desconforto e pode ser realizado ambulatorialmente.

O preenchimento cutâneo

tem como indicação básica a melhora de rugas estáticas profundas, normalmente localizadas no sulco naso geniano (bigode chinês) e na região glabelar (entre as sobrancelhas) . Além do uso do ácido hialurônico, podemos realizar o preenchimento cutâneo com tecido da própria paciente: gordura, derme ou fáscia muscular. A colocação de tecido autólogo tem efeito mais duradouro, pois não são reabsorvidos como o ácido hialurônico, porém, necessitam de intervenção hospitalar.

Quando devo trocar a prótese?

Até recentemente, era recomendada a cada dez anos, pois se sabia que, a partir dessa data, o risco de quebra do implante mamário aumentava significativamente. Atualmente, a grande resistência oferecida pelas novas próteses de gel de alta coesão, garantem uma vida quase vitalícia. Recomendo check-ups regulares para verificar sua condição, mas os laboratórios do fabricante estimam para essas novas próteses que a maioria das mulheres submetidas a aumento de mama não precisará de substituição de implante mamário antes de vinte e cinco ou trinta anos; e em muitos casos não será necessário substituir a prótese.

Anestesia local ou anestesia geral?

Um dos medos de algumas pacientes é a anestesia. Tradicionalmente, o aumento do peito é uma cirurgia que fazemos sob anestesia geral. Embora seja uma operação de pouco tempo, é aconselhável realizá-la sempre sob o controle estrito do anestesista na sala de cirurgia e em um centro hospitalar que tenha todas as medidas de segurança. Atualmente, temos a possibilidade de realizar essa cirurgia com anestesia local e sedação mínima, o que permite que o paciente esteja praticamente acordado durante toda a intervenção.

Tem alguma dúvida, escreva para nós

Tem alguma pergunta? Ligue para nós agora!

No meu canal de Youtube tenho mais de 100 vídeos explicativos de procedimentos

Tem alguma pergunta? Ligue para nós agora!

Tel:(11)-98398-0115