Dra Tatiana Moura

Ginecomastia

Dra Tatiana moura

Ginecomastia

Indicação:

Ginecomastia  é o nome dado ao crescimento anormal de mamas em homens devido a patologias, geralmente associadas a desequilíbrios hormonais.

Está associado ao uso de anabolizantes, maconha e outras drogas. Os casos mais leves são considerados características normal em meninos no começo da adolescência. Pode haver um acúmulo de gordura e/ou glândula mamária.

Sempre que houver constrangimento ou principalmente suspeita patológica maligna deve-se fazer a retirada do tecido mamário.

Normalmente utilizamos anestesia local e sedação, ou  anestesia geral.

Procedimentos:

A depender da severidade do caso, podemos realizar apenas a lipoaspiração da região do tórax ou associar a lipoaspiração  com a retirada do excesso de pele. Em geral, o procedimento dura 1 h e 30 min. Não utilizamos drenos.

Riscos:

Hematomas e seromas podem ocorrer, mas são raros.

Pós operatório:

O paciente deve usar cinta cirúrgica por 30 dias e fazer drenagem linfática. Os braços não podem ser elevados por 15 dias e atividade física é liberada com 30 dias.

Quando devo trocar a prótese?

Até recentemente, era recomendada a cada dez anos, pois se sabia que, a partir dessa data, o risco de quebra do implante mamário aumentava significativamente. Atualmente, a grande resistência oferecida pelas novas próteses de gel de alta coesão, garantem uma vida quase vitalícia. Recomendo check-ups regulares para verificar sua condição, mas os laboratórios do fabricante estimam para essas novas próteses que a maioria das mulheres submetidas a aumento de mama não precisará de substituição de implante mamário antes de vinte e cinco ou trinta anos; e em muitos casos não será necessário substituir a prótese.

Anestesia local ou anestesia geral?

Um dos medos de algumas pacientes é a anestesia. Tradicionalmente, o aumento do peito é uma cirurgia que fazemos sob anestesia geral. Embora seja uma operação de pouco tempo, é aconselhável realizá-la sempre sob o controle estrito do anestesista na sala de cirurgia e em um centro hospitalar que tenha todas as medidas de segurança. Atualmente, temos a possibilidade de realizar essa cirurgia com anestesia local e sedação mínima, o que permite que o paciente esteja praticamente acordado durante toda a intervenção.

Anestesia:

No meu canal de Youtube tenho mais de 100 vídeos explicativos de procedimentos

Tem alguma pergunta? Ligue para nós agora!

Rua Itapeva 378, CJ 133, Bela Vista - São Paulo