Dra Tatiana Moura

lipoaspiração

Dra Tatiana moura

lipoaspiração

Indicação de lipoaspiração:

Homens e mulheres geralmente acumulam gordura em padrões distintos e predefinidos, os quais estão geneticamente e hormonalmente relacionados. A distribuição em homens é primeiramente ao redor do abdômen e no dorso (padrão androgênico). As mulheres acumulam gordura ao redor dos quadris e das coxas (padrão ginecóide).

A lipoaspiração é a remoção cirúrgica de tecido adiposo através de cânulas introduzidas na camada profunda do tecido subcutâneo e conectadas a um aspirador ou outro sistema a vácuo. 

A cirurgia de lipoaspiração não é um procedimento de emagrecimento e sim para a melhora do contorno corporal, por isso está bem indicada para a remoção de gordura localizada que não responde a dietas e exercícios.

Anestesia na lipoaspiração:

Pode ser realizada com anestesia peridural ou geral. A anestesia local está indicada para casos isolados onde se faz aspiração de pequena quantidade.

Procedimentos lipoaspiração:

A lipoaspiração remove as células de gordura pela avulsão mecânica por vácuo.

Incisões inferiores a 1 cm são feitas em regiões estratégicas e depende da região ser operada. Então, cânulas de diferentes calibres são introduzidos e o tecido adiposo é aspirado. A duração da cirurgia depende do volume e da área a ser operada.

Riscos lipoaspiração:

A lipoaspiração é um procedimento seguro se respeitado o limite de volume aspirado. Este limite se relaciona com o peso do paciente, além disso, quanto maior for a área a ser aspirada maior o risco de complicação.

Realizamos sempre os procedimentos de lipoaspiração, independente do volume, em regime hospitalar.

Pós operatório lipoaspiração:

Edema e equimoses são muito comuns e a região lipoaspirada costuma ficar dolorida na primeira semana.

Seromas são muito raros e são facilmente resolvidos através de punções.

Infecções e necrose de tecidos são muito raros e estão relacionados a pacientes tabagistas e diabéticos principalmente.

Irregularidade e assimetrias são muito comuns nos primeiros 90 dias, e são resolvidos com a imprescindível sessão de drenagem linfática.

O uso de malha compressiva é absolutamente necessário por no mínimo 60 dias. O paciente retorna as suas atividades normais comumente em 5 dias , incluindo a atividade física.

Quando devo trocar a prótese?

Até recentemente, era recomendada a cada dez anos, pois se sabia que, a partir dessa data, o risco de quebra do implante mamário aumentava significativamente. Atualmente, a grande resistência oferecida pelas novas próteses de gel de alta coesão, garantem uma vida quase vitalícia. Recomendo check-ups regulares para verificar sua condição, mas os laboratórios do fabricante estimam para essas novas próteses que a maioria das mulheres submetidas a aumento de mama não precisará de substituição de implante mamário antes de vinte e cinco ou trinta anos; e em muitos casos não será necessário substituir a prótese.

Anestesia local ou anestesia geral?

Um dos medos de algumas pacientes é a anestesia. Tradicionalmente, o aumento do peito é uma cirurgia que fazemos sob anestesia geral. Embora seja uma operação de pouco tempo, é aconselhável realizá-la sempre sob o controle estrito do anestesista na sala de cirurgia e em um centro hospitalar que tenha todas as medidas de segurança. Atualmente, temos a possibilidade de realizar essa cirurgia com anestesia local e sedação mínima, o que permite que o paciente esteja praticamente acordado durante toda a intervenção.

No meu canal de Youtube tenho mais de 100 vídeos explicativos de procedimentos

Tem alguma pergunta? Ligue para nós agora!

Rua Itapeva 378, CJ 133, Bela Vista - São Paulo